Coisas Que Aprendi Na Escola

by - 11:00

Photo by Scott Webb on Unsplash

É claro que este post não tem absolutamente nada a ver com as matérias que eu aprendi em sala de aula. Até porque eu lembro de pouquíssimas coisas. E por muito tempo eu me neguei a enxergar a escola como alguma coisa além de uma fase que passou (e ainda bem que passou). Não vou entrar na questão do patinho feio (que eu era), mas trazer toda a bagagem de aprendizados que eu tive na época da escola. Estou englobando todas as séries e fases neste post, citando coisas que trago pra minha vida de uma maneira ou de outra. Então, vamos lá!

Cuidado com as companhias
Quando a gente está se descobrindo é muito comum se juntar com as primeiras pessoas que dão um pouco de crédito e atenção pro que a gente faz ou fala. E quando você não tem muita noção das coisas, fica fácil ir na onda e aceitar ser menos verdadeiro consigo mesmo pra pertencer a um grupo de pessoas ou uma amizade que não vai acrescentar nada na sua vida. Prestar atenção se as pessoas com quem eu me relaciono são realmente o tipo de pessoas com quem eu quero me relacionar ou me parecer foi o que ficou da época da escola. Para boa parte das análises que eu fiz ao longo da vida, a resposta foi não, então foi ficando mais fácil abrir mão de certas companhias.

Não esperar validação dos amigos
Por mais que uma pessoa queira muito o seu bem ou por mais que ela seja uma boa pessoa de uma maneira geral, isso não significa que vocês vão ter as mesmas opiniões sempre. E também não significa que aquela pessoa vai saber o que te dizer e como te dizer. Em uma certa fase da escola, eu contei muito com a aprovação de um grupo que se tratava como menos em detrimento de um dos membros (que não era eu). Minha autoestima de menina boba que já era ruim foi pro ralo e até hoje eu olho pra essa situação pensando "por que eu aceitava isso?". Seus amigos podem ser muito legais, mas nenhum deles é melhor do que você, porque você é o único você que existe.

Está todo mundo no mesmo barco
É tentadora a ideia de acreditar que o nosso ponto de vista é o único que está certo, mas ninguém tem muita certeza de nada nem quando está na escola, nem quando sai dela. Está todo mundo tentando se encontrar, se exercer, se estabelecer e descobrir a própria voz num mundo que está constantemente gritando. Encontrar o equilíbrio entre não supervalorizar nossas questões e não ignorá-las completamente, além de entender que todo mundo está passando pelas suas próprias questões, é difícil quando a gente sente tudo à flor da pele, mas também é uma chave muito importante de ser virada dentro da gente.

Cuidado com o que você fala
Da mesma forma que os nossos amigos podem errar a dosagem do que falam e marcar a gente pra sempre, não estamos isentos de falar alguma coisa errada e magoar alguém. Tomar cuidado com o que a gente fala, por que a gente fala e pra quem a gente fala pode evitar muitos apuros, jovens. Ouçam a tia que já se meteu numas tretas colossais por não guardar a língua dentro da boca e teve que se desculpar com Deus e o mundo depois. Às vezes um toque numa pessoa acaba virando uma fofoca sem precedentes e a bomba estoura na mão do mais trouxa (que no caso era eu).

Amizades acabam (ou mudam)
A menos que vocês morem perto (o que nunca foi o meu caso) ou tenham uma afinidade descomunal, pode ser que as amizades não durem pra sempre mesmo e é completamente normal. Eu nunca sofri muito por isso, mas pensei intensamente sobre o assunto a ponto de escrever uma música a respeito (aqui). Minha melhor amiga da vida era da minha turma no ensino médio (mas a gente quase não andava juntas na escola - e nossa amizade nasceu no falecido MSN).

E não é por mal que as amizades acabam ou mudam. A vida só vai acontecendo, as pessoas vão fazendo outras coisas, outros amigos e quando você vê aquele seu brother de todas zoeiras do fundão virou um completo estranho pra você (e vice-versa). Provavelmente vocês não encaixam mais na vida um do outro e tudo bem. Vocês são pessoas diferentes, vivendo coisas diferentes e apesar de ter perdido aquela conexão ou amizade, outras coisas muito legais com certeza aconteceram e assim a vida vai seguindo...

Preciso dizer que esse post foi arrancado de dentro de mim. Encontrei essa ideia no Pinterest e resolvi fazer aqui pro blog, mesmo com a minha anti-nostalgia quanto a época da escola. Percebi que é possível descobrir algo sobre nosso presente no nosso passado e melhorar pra nossa versão do futuro. Mas é o processo natural das coisas e da vida.

Vivendo intensamente cada fase a aprendendo com todas elas. ♡

• • •

Follow Me:
YouTube | Instagram | Spotify

Deixe seu comentário

You May Also Like

0 comentários