Dicas para começar um diário

by - 11:00


Gosto de começar diários no dia do meu aniversário (24 de dezembro). Mas só fiz isso duas vezes. A primeira há mais ou menos 4 anos, eu acho. Larguei o diário e hoje o caderno que eu usava tem outra finalidade. Continuei escrevendo num caderninho todo capenga que terminei quase no final do ano passado. Quando terminei, fiquei usando uma outra agenda/diário que também tinha abandonado há anos e combinei comigo mesma que começaria um diário novo no meu aniversário.

Me apaixonei pelos cadernos do site da Nath Araújo e acabei ganhando um (o que eu mais tinha gostado) de presente de aniversário. Viajei com o caderno/diário novo na mala e procurei um espaço sossegado no dia do meu aniversário pra escrever nele.



Não sei qual a sua relação com a escrita, mas pra mim é terapêutico. No curto período de tempo que realmente fiz terapia, percebi que tinha abandonado o hábito de escrever e que isso gerou um rombo enorme na minha capacidade de entender minhas próprias emoções (que muitas vezes são simples, mas que se embaralham com tantas coisas que ficam confusas). E depois de ler O Milagre da Manhã também percebi que eu preciso desse tempo comigo mesma pra levar os dias numa boa. Então, se você está pensando em começar um diário e não sabe muito bem o que fazer, aqui vão algumas dicas:

▶ O QUE ESCREVER NO DIÁRIO
Eu particularmente escrevo qualquer coisa que esteja em evidência nos meus pensamentos. Boas ou ruins. Escrevo coisas que foram relevantes pra mim no dia e o que elas me fizeram sentir ou pensar e sempre tento tirar alguma conclusão disso, mesmo que essa conclusão não tenha nenhuma resolução. A ideia é ter um relatório de como eu venho me sentindo e os pensamentos que eu tenho. Mas no Pinterest vocês podem encontrar diversas imagens com perguntas de autoconhecimento que podem ajudar na hora de escrever. Cê só responde às perguntas correspondentes a cada dia.

▶ QUE HORAS ESCREVER
Eu escrevia no meu milagre da manhã quando acordava cedo todos os dias (saudades). Agora escrevo quando acho que devo e principalmente quando dá. Tenho escrito à noite por achar que é um resumo fiel do meu dia e do que passou por mim. Mas se você tem um horário super apertado, é bom ver o que funciona melhor pra você.


▶ COM QUE FREQUÊNCIA ESCREVER
Eu gosto de escrever todos os dias, mas nem sempre consigo. Porém me obrigo a não fazer um intervalo muito grande entre uma entrada e outra. Isso porque eu fico enrolando e quando vou ver estou há muito tempo sem escrever nada e um monte de coisas que precisava ter parado pra pensar se acumulando dentro de mim. Mas se pra você funciona escrever algumas vezes por semana ou uma só, que seja. É como eu falei anteriormente, o que for melhor pra você, sempre.

Tem gente que acha besteira, mas acho super válido a gente se dar um tempo consigo mesmo pra entender o que estamos sentindo ou pensando. Eu gosto de enxergar meu diário como a penseira do Dumbledore. É como ver a minha própria história por outro ponto de vista. Acho que vale muito a pena tentar e encontrar uma maneira de inserir a manutenção de um diário na sua vida. Ajuda muito!

• • •

Follow Me:
YouTube | Instagram | Spotify

Deixe seu comentário

You May Also Like

2 comentários

  1. Desde que me entendo por gente eu sempre tive um diário, ele sempre foi muito importante, principalmente nos meus momentos de solidão, eu sempre amei escrever, inclusive poesias rs e eu só tinha 11 anos, fui crescendo e meu tempo foi preenchido por outras coisas e pessoas, então abandonei o hábito!
    Eu assisti a um vídeo da Jout Jout que ela manda você ter um diário e isso deu um start na minha cabeça sabe, mas mesmo assim não comecei, então que em Novembro do ano passado comprei um caderno e comecei, às vezes, eu não lembro de escrever pelo dia ser muito corrido, mas sempre que acontece algo eu já penso: preciso contar no diário! Tá sendo maravilhoso, e prometi a mim mesma que continuarei, aliás, tenho caderno pra tanta coisa, poesias que ainda escrevo, planejamento de vida rsrs entre outros, adoro!!!
    Colocando no papel sempre ajuda, até porque a cabeça esquece. Recomendaria a todo mundo, sem falar que ao final do ano ler o que você passou e superou deve ser demais!

    Continue!
    xero
    https://leayasnaya.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim! Diários são a melhor forma da gente perceber o tanto que a gente cresceu. Eu assisti a esse vídeo da Jout Jout também e foi aí que me deu o estalo porque fazia anos que eu não escrevia diários. De lá pra cá eu sempre tento atualizar e desde que este mês começou, eu tenho escrito todos os dias. Mas desde o meu último aniversário, eu tenho escrito muito. <3

      Excluir