Como estudar inglês por conta própria

11:00

Photo by Lonely Planet on Unsplash

Eu sou a pessoa com menos disciplina que eu conheço para estudar alguma coisa por conta própria. Mas como estou muito empenhada em aprender a falar inglês fluentemente e sei que tenho vários amigos que também querem aprender, achei que seria útil para todos nós um post com dicas. Porque a partir de agora eu sou obrigada a fazer tudo o que eu vou dizer, porque só assim a gente vai poder se ajudar num futuro próximo, não é mesmo?

Entendam que este é de uma pessoa que fez alguns bons anos de cursinho e também fez aula particular (presencial e por Skype), então não estou crua, porém também não me considero fluente e erro muita coisa besta ainda. O que sempre me leva a buscar conteúdo relacionado ao tema (o que é muito fácil de encontrar - o difícil é só organizar todas essas informações de uma maneira funcional na cabeça).

Então, vamos começar com as dicas simples e dependendo de como as coisas forem, a gente volta com mais conteúdos sobre o assunto, beleza?

FILMES E SÉRIES
É a dica mais clichê de todos os tempos, mas é também onde a gente vai aprender como funciona se comunicar na língua se a gente não vive cercado dessa cultura no dia a dia. Faça o esforço de assistir legendado se você não gostar. Se tiver a opção legenda em inglês, melhor ainda, porque consegue visualizar o que está sendo dito. Mas o quanto antes você aprender a não depender da legenda para entender o que dizem, melhor.

VÍDEOS GRINGOS NO YOUTUBE
Essa é a dica que eu com certeza mais pratico porque grande parte dos meus canais favoritos são estrangeiros, então eu sempre estou assistindo algum vídeo em inglês (de diferentes localidades) e é até estranho eu pensar que teve um tempo em que eu não entendia nada. Ficou tão normal assistir os vídeos em inglês que nem aquela legenda automática eu uso mais. Aprendo o que quer que estejam falando ou ensinando e de quebra ainda me familiarizo mais com o idioma.

LER ARTIGOS EM INGLÊS
Vale para livros também (mas eu levei quase um ano inteiro para ler um livro em inglês quando inventei isso). Mas sempre procuro um blog com algum assunto que me interessa para ler ou se me deparo com algum post em inglês pelas redes sociais da vida, faço o esforço de ler e dependendo do que for eu até respondo (o meu momento brilhante da vida chegou e estou respondendo e-mails de propostas de parceria em inglês - cara, eu tô muito bilíngue).

REVISAR MATÉRIA DO CURSO
Se você, como eu, já fez curso de inglês alguma vez na vida e guardou seu material, revise. É uma maneira de manter aquelas informações frescas na sua cabeça para quando precisar usar (não só falar, mas para entender os vídeos, os filmes, as músicas...)

TER ALGUÉM COM QUEM PRATICAR
Se for alguém nativo, sua vida melhora muito. Você pode até fazer uma troca (ensinar português e pedir dicas de inglês). Existem aplicativos que te ajudam nisso. No meu caso é o Instagram mesmo. Vira e mexe alguém de outro país puxa assunto e eu posso praticar meu inglês. Mas se puder fazer vídeo chamada, trocar mensagem de voz vai ser um adianto e tanto na vida. Eu morria de vergonha de falar com nativos e hoje já consigo segurar uma ligação (não dá para fazer mímica na ligação e eu morria de pânico toda vez) sem morrer de desespero. 

CURSOS ONLINE
A internet tem muita coisa ruim, mas também tem suas muitas vantagens e uma delas é poder cursar quase todo tipo de coisa sem precisar sair de casa. Não seria muito diferente com curso de idioma porque é uma coisa que tem muito na internet. No final do ano passado eu adquiri o curso O Segredo dos Verbos da Cintya Sabino porque é uma das coisas que eu mais tenho dificuldade no inglês (fora emprego de preposições - SOCORRO). Ainda não assisti muitas aulas, mas quando concluir o curso, eu volto aqui para dizer mais sobre ele.

Bom, como dito anteriormente, esse assunto pode voltar aqui no blog com um pouco mais de aprofundamento porque é algo que eu realmente curto e quero melhorar. Se tiver mais dicas, sugestões ou indicações, comenta aí. Beijos e até mais ♡

• • •

Follow Me:
YouTube | Instagram | Spotify

Deixe seu comentário

Você talvez goste

0 comentários