UKULELE COVER: Felicidade (Marcelo Jeneci)

16:00


Curiosamente o vídeo de hoje faz muito sentido pra mim dentro desta semana. Desde domingo eu venho assistindo palestras que trazem felicidade como tema principal ou acabam abordando o sentido dela de uma maneira ou de outra. E fui me apegando a frases e ideias que me fizeram repensar como a felicidade funciona no nosso cotidiano.

Cheguei à conclusão de que estamos sempre afastando a felicidade de nós idealizando situações que nos farão felizes. E ela muitas vezes está nas coisas mais simples e em reconhecer o que há de bom nos dias, nas experiências, nas pessoas. É menos bicho de sete cabeças do que a gente acha e ao mesmo tempo é mais complicado nos dias atuais, em que a gente tem tanta dificuldade de desacelerar e ver as coisas como são, sem exigir demais delas e de nós mesmos.
E aí com a reflexão da semana e por eu não ter conseguido gravar o outro vídeo que queria colocar no ar, Felicidade do Marcelo Jeneci é o vídeo deste sábado. Gravei esse cover ao ar livre, acho que errei a letra e tinha bichos voando na minha cara, me picando e pousando no meu ukulele. Mas eu juro que tá legal! ♡


• • •

» Follow me «
SpotifyInstagram | YouTube

Deixe seu comentário

Você talvez goste

1 comentários

  1. Hoe, Elisa! Tudo bom? :)

    Que lindo o seu vídeo! Na verdade, eu não conhecia essa música, então foi uma surpresa muito grata me deparar com algo tão gostoso de ouvir, por isso muito obrigada! :D

    Enquanto escrevo este comentário, estou ouvindo a versão original e... Prefiro muito mais na sua doce voz, haha! ♥

    Quanto ao que você escreveu, pois é... Nesse assunto de busca pela felicidade, eu tenho uma metáfora meio louquinha a respeito: vejo nossa geração como aqueles cavalos com viseira, perseguindo uma cenoura pendurada numa vara que, por sua vez, está presa a nós mesmos. Tirando a viseira, a gente poderia ver ao redor e não apenas perceber que estávamos nos estressando à toa com o truque da cenoura, como também o tanto de coisa que estávamos perdendo nessa "perseguição" à toa.

    Uma hora, a gente consegue ver toda essa plenitude, mas até lá, continuemos praticando a desaceleração, a contemplação e a gratidão. ♥

    Beijos, flor~

    ResponderExcluir