Livros para ler em 2017

10:39

Em 2016 uma das coisas que menos fiz foi ler e uma das minhas metas para o ano que vem é ler mais dos livros que estão empilhados aqui em casa. Vou conseguir? Não sei, mas vou tentar. Escolhi sete títulos dos que tenho aqui em casa sem contar os que eu pego emprestados (Harry Potter, por exemplo, que tinha lido alguns e outros não e decidi ler do começo agora). Dos livros que escolhi, comprei todos há mais de um ano, então tá mais do que na hora de colocar as leituras em dia, né? Vamos a eles:

1. Demi Lovato 365 dias do ano - Staying Strong
"Demi tem uma relação única com os fãs. Eles a amam e ela também os ama. Ela nos ensinou que precisamos dar um tempo para nosso coração nos momentos difíceis e apreciar sem pressa a vista do arranha-céu quando estivermos nas alturas. Mesmo que você tenha 16 anos ou, no meu caso, 56, vai aprender algo com a jornada e os conselhos de vida de Demi, e acabar amando-a ainda mais." - retirado da introdução por Katie Couric

2. Eleanor & Park - Rainbow Rowell
"Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo. Este livro irá levá-lo de volta aos dias de frio na barriga, quando achava que todo o peso do amor e da paixão que sentia iria sufocar você e, quando apenas um segurar de mãos já era suficiente para fazê-lo andar nas nuvens."

3. A segunda breve vida de Bree Tanner - Stephenie Meyer
"O universo da série Crepúsculo ganha uma nova perspectiva sob o olhar de Bree Tanner, a jovem vampira integrante do exército sombrio de recém-criados que assola Seattle e marcha à caça de Bella, Edward e os Cullen."

4. Um beijo para valer - Mary Hogan
"Em um dia de verão, Libby decide que vai conseguir um beijo para valer: um daqueles de perder o fôlego e deixar as pernas fracas. Quando ela acha que finalmente vai conseguir, sua família mais do que esquisita estraga tudo. Eles vão ter que se mudar para uma cidade no meio do nada, longe de todos. E quando Libby começa a pensar que seu beijo perfeito está perdido, um conselho importante cai do céu: será que parar de tentar controlar tudo é o segredo para consertar as coisas - e para finalmente conseguir um perfeito, maravilhoso, incrível beijo para valer?"

5. Tatuagem - Jennifer Lynn Barnes
"Bailey e suas três inseparáveis amigas não podiam imaginar que as quatro tatuagens temporárias que encontraram no shopping – perfeitas para usar na festa do colégio – lhes dariam poderes psíquicos, como previsão do futuro e leitura de mentes, e as arrastariam para o centro de uma disputa mais antiga que o próprio tempo."

Eu não consegui tirar a etiqueta de desconto. Sorry
6. Silo - Hugh Howey
"Em uma paisagem destruída e hostil, em um futuro no qual poucos tiveram o azar de sobreviver, uma comunidade resiste, confinada em um gigantesco silo subterrâneo. Lá dentro, mulheres e homens vivem enclausurados, sob regulamentos estritos, cercados por segredos e mentiras. Para continuar ali, eles precisam seguir as regras, mas há quem se recuse a fazer isso. Essas pessoas são as que ousam sonhar e ter esperança, e que contagiam os outros com seu otimismo. Um crime cuja punição é simples e mortal. Elas são levadas para o lado de fora. Juliette é uma dessas pessoas. E talvez seja a última."

7. Ele está de volta - Timur Vermes
"As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo.
Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante."

Depois de, finalmente, ler (vocês não sabem há quanto tempo tô pra ler esses livros) eu volto aqui pra falar o que achei de cada um (vou torcer e me esforçar pra conseguir fazer tudo isso em 2016). E vocês, o que querem muito fazer no próximo ano? 

Snapchat: elisalecrin

Você talvez goste

0 comentários