Dica de filme: Sin Filtro

10:30

Pía é uma mulher que trabalha numa agência de publicidade, em que o chefe é o filho de seu antigo patrão, que enche a agência de mulheres com quem pode ter "alguma chance", e está há anos casada com um pintor que tem um filho rebelde que não respeita as regras de sua casa.

Ela sente sempre uma dor no centro do peito cada vez que enfrenta uma situação ruim e não é capaz de reagir. Sempre engole vários sapos e acaba abrindo mão da própria vontade em prol do bem estar dos outros. 

Num belo dia (porque sempre tem esse gancho, não é mesmo?), ela cede ao apelo de panfletos que sempre são colocados no parabrisa do seu carro e vai a uma "clínica" de acupuntura ching ling. A partir dessa consulta ela começa a falar tudo o que pensa e a não engolir mais sapos.


Não é um filme originalzão, que merece o Oscar nem nada (até porque né), mas achei super válida a reflexão. Pía vivia uma vida sufocante, entediante, em que tudo sempre dava errado todos os dias e ela só queria abandonar tudo o que estava vivendo e fugir pra um lugar melhor, longe de tudo aquilo. 

Quando ela se depara com o "chinês", ele desperta nela a necessidade de se expressar, se posicionar e não deixar mais ninguém ditar as regras da vida dela. Não sei vocês, mas eu acho esse despertar maravilhoso. É claro que em algum momento as coisas fogem de controle e eu não vou dizer o que acontece a partir disso. Mas ter a consciência de que todas as pessoas têm limitações e que isso precisa ser demarcado pra que ninguém seja feito de otário é essencial.

Achei o final maravilhoso porque foge do que estamos acostumados a assistir. Gostei tanto que decidi falar do filme aqui e indicar pra quem quer assistir alguma coisa diferente. O filme é todo em espanhol, a história é leve e divertida. Se não tá com cabeça pra filmes muito elaborados, mas também não quer saber de besteirol, essa é uma ótima escolha! E você ainda sai pensando em coisas que talvez faça no dia a dia que nem se dê conta. 

Você talvez goste

0 comentários