Sobre não desistir (ou algo assim)

10:30

Uma vez me perguntaram o que não se devia deixar de fazer. Minha resposta foi: não se deve deixar de considerar o que tem importância pra você. Não foi bem com essas palavras, e eu nem lembro por que essa pergunta surgiu. Mas depois de ter algumas expectativas frustradas, aprendi a tirar proveito disso. A vida de ninguém para porque a gente precisa se recompor. Nem a nossa. Se desculpar consigo mesmo achando que isso justifica tudo e te faz café com leite na vida não é aplicável à realidade.

Eu acredito que a gente não controla todas as circunstâncias à nossa volta. Mas acredito também que sempre existem coisas que podemos e devemos fazer antes de esperar que a vida seja legal com a gente. E a principal é: não desistir. Porque o tempo não para, oportunidades nem sempre se repetem e atrás vem gente.

Posso soar meio repetitiva, mas existem coisas que os outros não podem fazer por nós. Porque não estão na nossa pele, porque não se importam e/ou porque têm suas próprias vidas pra cuidar. Você pode ficar uma semana ou vários meses cultivando a dor de um pé na bunda, mas enquanto isso, a outra pessoa está se refazendo, correndo atrás do que é dela e, quem sabe, até em um novo relacionamento.

Não, isso não é uma competição pra ver quem se dá bem primeiro. É só um toque pra ninguém sofrer mais do que é necessário ou desperdiçar tempo chorando, enquanto poderia conquistar sonhos e aproveitar oportunidades de fazer, construir e viver coisas incríveis. Não desista do que você quer e não perca tempo velando coisas que já foram.

Você talvez goste

0 comentários