Longe da verdade

10:31

Deus é perfeito. Eu não. Mas isso não me isenta de tentar melhorar a cada dia. Isso não me livra de aprender com meus erros. Deus é paciente e eu tento ser. Não porque eu vá chegar sequer perto de algum lugar onde a paciência de Deus possa estar, mas porque a vida é construção. Passo a passo. Degrau por degrau. Deus é onisciente e eu não. Mas a vida sempre dá dicas e o orgulho não deve impedir a visão. 

As pessoas perdem a paciência, perdem a vontade de continuar tentando, perdem o foco, o chão e até a fé. O problema é meu, é seu, é de todo mundo. Porque ninguém está livre de tropeçar e beijar o asfalto na próxima esquina. Ninguém pode ter de si mesmo a certeza de que nunca vai errar, nunca vai cometer o mesmo erro de outra pessoa. Erros acontecem de muitas maneiras diferentes. Pro acerto só existe um caminho. Pro erro existem vários. 

Eu vi mais alguém murchar, se encolher, desanimar. Eu sei que, graças a Deus, não por tempo o bastante pra desistir. Deitaram a bagagem no asfalto, acenaram mais uma vez. Já perdemos a conta. Já não sabemos onde foram parar os outros. Já sentimos o mesmo medo outras vezes. Mas nunca vimos mudar. 

Passamos muito tempo esperançosos, ansiosos. Tudo se moveu no sentido oposto. Aceitamos de peito aberto, pois entendíamos que nada poderíamos controlar. Mas Deus é incorruptível e nós não. E, com o passar do tempo, ferrugem começou a aparecer. Com o passar do tempo, já não sabíamos o que era certo porque acreditamos no que era errado. 

Eu sei. Ainda há muita vida, muito tempo e muitas coisas ainda podem acontecer e mudar. Eu torço pra que sim. Mas enquanto isso, mais um aceno de adeus. Porque não há consolo onde se está desconsoladamente longe da verdade.

Você talvez goste

0 comentários