Resenha: A menina que roubava livros - Markus Zusak

14:00

Classificação: ♥♥♥♥♥
AVISO: Pode conter spoiler!

Olá!

Hoje eu vim trazer a primeira resenha do blog, que é sobre livro A menina que roubava livros, de Markus Zusak. Lembrando que eu sou uma fã de livros, não uma resenhista ou especialista em literatura. O que vocês vão ler aqui é a minha opinião e não uma verdade absoluta.

Bom, eu sei que uma galera já leu esse livro. Tanto que quando eu publiquei no meu facebook a foto dele, várias pessoas comentaram falando algo positivo sobre ele. Me senti super atrasada por lê-lo só agora. Mas como me disseram, o importante é que se leia. Não importa quando.

Pra quem não sabe bem do que se trata, A menina que roubava livros se passa na Alemanha nazista. A ladra de livros é Liesel Meminger. Uma menina entregue pela mãe aos cuidados da família Hubermann. Hans, o pintor desempregado e de coração bondoso e Rosa, a dona de casa rabugenta que esconde bem a sua doçura.

Liesel rouba seu primeiro livro no enterro do seu irmãozinho (antes de ser entregue aos Hubermann) e descobre a vida nas palavras. Com a companhia de Rudy, seu melhor amigo, Liesel vive as dores e emoções de ser uma criança apaixonada pelas palavras e assustada pelo clima de guerra.

Narrada pela morte, A menina que roubava livros é uma história linda e emocionante.

Bom, eu demorei muito pra concluir a leitura desse livro. Foram acontecendo várias coisas no decorrer do tempo e eu acabei atrasando muito a conclusão. Na última semana eu consegui. É uma história de detalhes sutis, mas que você percebe um clima de amor logo nos primeiros capítulos.

Liesel é encantadora, Hans é um cara maravilhoso, a Rosa é um amor e o Rudy é o melhor amigo de infância que eu gostaria de ter tido. E o Max (como esquecer?), um judeu de coração lindo, que é acolhido pela família de Liesel.

A história é triste sim, aviso, mas ao mesmo tempo apaixonante. É possível sentir todo o amor aos amigos e família e também a fúria em relação a tudo o que historicamente acontece, como a queima dos livros, perseguição aos judeus e manipulação ideológica.

Sem saber muito bem do que se trata, pode ser que no começo, achem a história meio indefinida e chata. Mas aí você vai se envolvendo e quando vê já ama todos os personagens e fica com dó de terminar a leitura e ter que se despedir.

Assisti o filme um dia após terminar o livro. Achei a Liesel uma linda. É claro que sendo filme, não dá pra incluir uma série de detalhes contidos no livro. Por conta disso, achei que ficou um pouco raso mas, ainda assim, emocionante. Afinal, chorei um bocado assistindo. Pra mim, ambos (livro e filme) valeram o meu tempo.
Legenda de classificação:
♥: ruim
♥♥: regular
♥♥♥: bom
♥♥♥♥: muito bom
♥♥♥♥♥: excelente
♥♥♥♥♥: favorito
Então, é isso! 
Já conhecem essa história? O que acham? Me contem nos comentários!

Você talvez goste

0 comentários