Lojalele

UKULELE TUTORIAL: Avisa (Falamansa) | #Lojalele

16:00


No vídeo de hoje temos um tutorial de uma música que eu amo demais da Falamansa: Avisa. Pra ser sincerona, não tem nenhuma dificuldade extra, só tem 3 acordes e uma batida bem simples (da forma como eu toquei no vídeo cover que fiz). Se tiverem dúvidas, deixem nos comentários e bom sábado!


Os vídeos tutoriais são patrocinados pela Lojalele, onde eu tenho um cupom de desconto: Elisa que é válido em todo o site da loja. As cifras das músicas vocês podem encontrar no site ou no app do Ukecifras

• • •

Follow Me:
YouTube | Instagram | Spotify

Deixe seu comentário

Música

UKULELE TUTORIAL: Não Me Deixe Sozinho (Nego do Borel) | #Lojalele

16:00


No tutorial deste sábado temos a música "Não Me Deixe Sozinho" do Nego do Borel. É mais uma da série "fácil pra caramba" e eu fiz questão de ensinar a minha versão dela pra vocês. Futuramente teremos tutoriais novos, mas por enquanto tô explorando o conteúdo que já existe no canal, tá bem? Espero que gostem


Vídeo patrocinado pela Lojalele
(cupom de desconto para toda a loja: ELISA)
Cifras por Uke Cifras

• • •

Follow Me:
YouTube | Instagram | Spotify

Deixe seu comentário

Desafio Méliuz 2

DE ONDE EU VIM

11:00


Andei reparando que pra muita gente importa o lugar de origem. Percebi que nunca tive esse apego aos lugares em que eu morei. Pelo contrário. E, por tudo que aprendi a minha vida toda, sei que a forma como me sinto não é a ideal. Mas nunca tinha parado pra reparar como me relaciono e me envolvo muito pouco com localidades. Até que precisei fazer um vídeo mostrando a minha cidade.

Moro em Maricá desde 2010. Nasci em São Gonçalo, mas me mudei pro Rio de Janeiro e morei em Bento Ribeiro até o final do meu ensino médio (eu estudava em São Cristóvão). Meus amigos ficaram do lado de lá de Ponte Rio Niterói e foram poucos os laços que eu fiz do lado de cá. Sou quase uma cria de apartamento, porque quase não saio do quarto e tenho uma preguiça enorme de sair de casa (apesar de gostar quando vou pra rua).


Não sou dessas pessoas que gosta de levantar bandeira pras coisas, especialmente pra lugares. Especialmente depois de tentativas frustradas de fazer parte da cultura local. Então, foi curioso ter que falar de um lugar que eu tinha explorado pouco por falta de companhia, de tempo e até de interesse. Mas descobri um monte de coisas legais e até uma certa vontade de pertencer (que sinceramente eu não curto).

Mas aprendi nesse meio tempo que o lugar que a gente tá não necessariamente define quem a gente é ou se torna. Continuo sonhando com lugares em que nunca estive, me desprendendo cada vez mais de onde já estive e a vontade de voltar de onde nunca saí às vezes me encontra.


E, no final das contas, acho que o lugar que limita ou não a gente é muito mais um lugar que a gente construídos na nossa cabeça do que um lugar físico. Sei lá. Cada caso é um caso. E o meu é esse.

• • •

Follow Me:
YouTube | Instagram | Spotify

Deixe seu comentário