Livros

A Profecia Celestina (James Redfield)

11:00


Eu fiquei bastante tempo assistindo vídeos sobre sincronicidades, lei da atração e vários outros assuntos relacionados no YouTube por um tempo. Certo dia eu assisti a um vídeo sobre sincronicidade que falava sobre o livro A Profecia Celestina (compre agora). Não sabia do que se tratava, mas já tinha ouvido falar e achei muito legal o que aconteceu com a menina do vídeo. Mas até aí tudo bem! O nome ficou gravado na cabeça, mas não criei nenhuma necessidade de adquirir o livro.

Já fazia um tempo considerável que eu estava percebendo "coincidências" na minha vida até que um dia, andando pela cidade com a minha mãe, achamos um sebo e ela se deparou com esse livro. Ele tava 5 reais, então a gente achou válido trazer pra casa e ela me deixou ler primeiro. E eu não estava minimamente preparada pro que ia ler!

A primeira palavra que se destacou (logo no prefácio - do Paulo Coelho) foi sincronicidade. E daí pra frente todas as coisas tiveram esse tom. Comecei a ouvir o Matéria Escura (do Lucas Silveira) na semana anterior e alguns temas foram abordados no livro. Eu passava por alguma situação no dia, quando lia o livro, tava lá. Passei a perceber como a gente realmente se conecta com tudo e como as coisas fazem absoluto sentido quando a gente se propõe a só estar aberto e prestar atenção.



MAS SOBRE O QUE É O LIVRO?

O livro é uma ficção sobre um manuscrito encontrado no Peru com 9 visões espirituais que prometem mudar a forma como os seres humanos existem e coexistem no planeta. Conforme a história vai se desenrolando os personagens e a gente vai tendo acesso ao que cada uma das visões propõe e em como cada uma delas funciona na prática. E, com tudo isso, ainda há a tentativa da igreja e do governo de omitir essas informações e acabar de vez com a propagação do manuscrito.

Aplicando na vida que a gente leva cotidianamente, muitas coisas podem (e devem) ser aplicadas e, eu particularmente, acho que é o tipo de livro que abre a mente da gente. Desliga um pouco a nossa necessidade de adquirir, de disputar, de travar quedas de braço e ajuda a entender melhor como que a gente pode prestar mais atenção na forma como a gente lida com nossos dramas e influencia na vida de outras pessoas.

Eu terminei de ler pensando "caramba, que livro!" e daí vim aqui dividir com você porque além de ter uma mensagem muito bacana, a história te envolve e a leitura é um tanto viciante. Cê fica doido/a pra saber o que vai acontecer na próxima página! Recomendo

• • •

Follow Me:
YouTube | Instagram | Spotify

Deixe seu comentário

Collab

VIDEO: KISS ME FEAT. LAMEGO (COVER)

14:00


Vocês pensaram que não ia ter mais vídeo com o Lamego? Claro que não, pois avisei que estaríamos de volta em breve, não é mesmo? E dessa vez com um cover de Kiss Me (Sixpence None The Richer). Um misto de ukulele com violão e vocês vão poder me ver solar pela primeira vez (se eu não me engano). O cover tá incrível (claro, é a gente cantando) e o making of está imperdível (tem até eu dando piti hahaha). Assistam bastante e compartilhem com os amigo tudo! ♡



• • •

Follow Me:
YouTube | Instagram | Spotify

Deixe seu comentário

Lifestyle

Ano novo, diário novo

11:00


Gosto de começar diários no dia do meu aniversário (24 de dezembro). Mas só fiz isso duas vezes. A primeira há mais ou menos 4 anos, eu acho. Larguei o diário e hoje o caderno que eu usava tem outra finalidade. Continuei escrevendo num caderninho todo capenga que terminei quase no final do ano passado. Quando terminei, fiquei usando uma outra agenda/diário que também tinha abandonado há anos e combinei comigo mesma que começaria um diário novo no meu aniversário.

Me apaixonei pelos cadernos do site da Nath Araújo e acabei ganhando um (o que eu mais tinha gostado) de presente de aniversário. Viajei com o caderno/diário novo na mala e procurei um espaço sossegado no dia do meu aniversário pra escrever nele.



Não sei qual a sua relação com a escrita, mas pra mim é terapêutico. No curto período de tempo que realmente fiz terapia, percebi que tinha abandonado o hábito de escrever e que isso gerou um rombo enorme na minha capacidade de entender minhas próprias emoções (que muitas vezes são simples, mas que se embaralham com tantas coisas que ficam confusas). E depois de ler O Milagre da Manhã também percebi que eu preciso desse tempo comigo mesma pra levar os dias numa boa. Então, se você está pensando em começar um diário e não sabe muito bem o que fazer, aqui vão algumas dicas:

▶ O QUE ESCREVER NO DIÁRIO
Eu particularmente escrevo qualquer coisa que esteja em evidência nos meus pensamentos. Boas ou ruins. Escrevo coisas que foram relevantes pra mim no dia e o que elas me fizeram sentir ou pensar e sempre tento tirar alguma conclusão disso, mesmo que essa conclusão não tenha nenhuma resolução. A ideia é ter um relatório de como eu venho me sentindo e os pensamentos que eu tenho. Mas no Pinterest vocês podem encontrar diversas imagens com perguntas de autoconhecimento que podem ajudar na hora de escrever. Cê só responde às perguntas correspondentes a cada dia.

▶ QUE HORAS ESCREVER
Eu escrevia no meu milagre da manhã quando acordava cedo todos os dias (saudades). Agora escrevo quando acho que devo e principalmente quando dá. Tenho escrito à noite por achar que é um resumo fiel do meu dia e do que passou por mim. Mas se você tem um horário super apertado, é bom ver o que funciona melhor pra você.


▶ COM QUE FREQUÊNCIA ESCREVER
Eu gosto de escrever todos os dias, mas nem sempre consigo. Porém me obrigo a não fazer um intervalo muito grande entre uma entrada e outra. Isso porque eu fico enrolando e quando vou ver estou há muito tempo sem escrever nada e um monte de coisas que precisava ter parado pra pensar se acumulando dentro de mim. Mas se pra você funciona escrever algumas vezes por semana ou uma só, que seja. É como eu falei anteriormente, o que for melhor pra você, sempre.

Tem gente que acha besteira, mas acho super válido a gente se dar um tempo consigo mesmo pra entender o que estamos sentindo ou pensando. Eu gosto de enxergar meu diário como a penseira do Dumbledore. É como ver a minha própria história por outro ponto de vista. Acho que vale muito a pena tentar e encontrar uma maneira de inserir a manutenção de um diário na sua vida. Ajuda muito!

• • •

Follow Me:
YouTube | Instagram | Spotify

Deixe seu comentário